Advogado de Elize Matsunaga participa de palestra on line da FAC-FEA

Curta! Compartilhe!

O advogado Luciano de Freitas Santoro, que defendeu Elize Matsunaga no processo em que foi condenada por ter matado e esquartejado o marido, o empresário Marcos Matsunaga, participa de uma palestra online na atividade integradora da FAC-FEA nesta sexta-feira às 19h30. O evento será transmitido pelo youtube e também poderá ser assistido por quem tiver interesse.

Santoro, que é advogado criminalista e professor universitário, doutor e mestre em direito penal, falará sobre os bastidores do caso no ponto de vista da defesa e também sobre como é atuar num processo polêmico como foi o de sua cliente, devido à repercussão e assédio da imprensa.

Ele lembrou que a série da Netflix “Elize Matsunaga; era uma vez um crime”, da qual teve várias participações, abordou os dois lados no processo, sendo que sua palestra é mais voltada a sua atuação na defesa e principalmente para esclarecer dúvidas que surgem entre os estudantes.

Ele explica que uma das principais dúvidas é de como agir e defender a cliente num caso polêmico como foi o de Elize Matsunaga. Santoro entende a importância de expor esse tipo de experiência aos acadêmicos, um dos motivos pelo qual sempre participa de palestras quando é convidado, como foi o caso da FAC-FEA.

Quem quiser assistir a palestra do advogado deominada “Elizzze Matsunaga”, bastidores e documentário”, é só acessar o canal da FAC-FEA no youtube nesta sexta-feira (27) às 19h30. O link é: https://www.youtube.com/channel/UCnxR4ZwmkGoxNsMXVX2Gmdw/featured ou procurar pelo nome FACFEA.

O crime

Elize Matsunaga foi condenada a 19 anos e 11 meses de prisão após a morte do marido em um júri popular. O crime aconteceu em maio de 2012 e Elize foi presa preventivamente em junho de 2012 na Penitenciária de Tremembé, no interior paulista. A condenação aconteceu em dezembro de 2016.

Além do crime de destruição e ocultação de cadáver, Elize foi considerada culpada pelo corpo de jurados formado por quatro mulheres e três homens por uma das três agravantes do crime de homicídio que constavam na denúncia do Ministério Público: impossibilidade de defesa da vítima (tiro de curta distância).

Neste ano, a Netflix lançou a série “Elize Matsunaga: Era Uma Vez Um Crime”, que aborda os bastidores do julgamento da acusada. A produção possui quatro episódios e trouxe a primeira e única entrevista realizada até hoje com Elize.


Curta! Compartilhe!

Deixe sua opinião