Faculdade da Fundação Educacional Araçatuba - FAC-FEA
 

Notícias FAC-FEA
 
Araçatuba, 24 de maio de 2016
 
Alunos de Psicologia promovem manifestações sobre a Luta Antimanicomial e recebem voto de aplauso da Câmara Municipal
 
18 de maio - Dia da Luta Antimanicomial

          Os alunos do curso de Psicologia da FAC-FEA promoveram uma série de manifestações lembrando o Dia da Luta Antimanicomial, movimento criado em 1987. Os alunos participam desta luta desde 2003, com professores e centenas de alunos ao longo desses 13 anos se envolvendo em projetos, seminários, discussões temáticas, palestras, oficinas realizadas diretamente com os portadores de transtornos mentais, TCCs, artigos, etc. No dia 18 de maio, Dia da Luta Antimanicomial, ocorreram apresentações teatrais e musicais na própria Faculdade, além de uma mostra de banners e manifestações sobre a importância da reinserção de pessoas com transtornos mentais na sociedade, em contraponto ao sistema de hospitais psiquiátricos do modelo tradicional, com ênfase exclusiva

no controle químico, por ser sua prática e metodologia um desrespeito à vida e à integridade do ser humano.

     No dia 21/05, os estudantes promoveram uma caminhada pelo centro de Araçatuba, juntamente com funcionários do Caps Ad, da Associação das Senhoras Cristãs e pacientes do antigo Hospital Benedita Fernandes. Eles reivindicaram a abertura de novos Caps no município e a conquista de Residências Terapêuticas.

VOTO DE APLAUSO

     Em uma iniciativa do Vereador Rivael Papinha, a Câmara Municipal de Araçatuba concedeu, em sua 17ª sessão ordinária de 23/05, Voto de Aplauso à FAC-FEA pela participação de seus alunos nas atividades da Luta Antimanicomial.

     A Luta Antimanicomial faz parte de um processo de transformação dos serviços psiquiátricos. Na sua origem, esse movimento está ligado à Reforma Sanitária Brasileira da qual resultou a criação do Sistema Único de Saúde - SUS. Como processo decorrente deste movimento, surgiu a Reforma Psiquiátrica, definida pela Lei 10.216 de 2001 (Lei Paulo Delgado) como diretriz de reformulação do modelo de Atenção à Saúde Mental, transferindo o foco do tratamento que se concentrava na instituição hospitalar, para uma Rede de Atenção Psicossocial, estruturada em unidades de serviços comunitários.

: Veja imagens das manifestações e do Voto de Aplauso:

Clique nas imagens para ampliar
Clique para ampliar
Clique para ampliar
Clique para ampliar
Clique para ampliar
Clique para ampliar
Clique para ampliar
Clique para ampliar
Clique para ampliar
Clique para ampliar
Voltar à Página Principal
 
Site desenvolvido por Electram